Conheça as cinco principais cores de ouro

siga no instagramPowered by Rock Convert

Você sabia que existem diferentes cores de ouro — uma ampla variedade, na verdade — e que esse pode ser um diferencial e tanto para promover mais qualidades à sua marca?

Pois é isso o que exploraremos, ao longo deste artigo. Nos próximos tópicos vamos identificar a importância desse elemento tão precioso e valioso para o mercado de semijoias.

Além disso, vamos destacar as diferentes cores de ouro e como essas tonalidades são alcançadas.

Confira e aprenda tudo sobre as cores de ouro e o que significam esses diferenciais para promover a sua marca no segmento de semijoias!

A importância do ouro para o mercado

O ouro é um metal precioso que, ao longo dos milênios, têm incentivado os exploradores a usá-lo das maneiras mais distintas. Um exemplo mais recente e bastante versátil é a aplicação do ouro nas semijoias.

A lógica para o valor agregado das peças está na quantidade de ouro utilizada — por exemplo: sua cor natural em tom amarelado está presente em peças de 24 quilates. Agora, quando falamos em cores de ouro estamos minimizando o uso da peça em estado bruto.

Afinal de contas, o metal tem uma cor natural, apenas, que é o seu símbolo de pureza mencionado acima — o cobiçado dourado. Quando falamos nas cores de ouro, portanto, estamos evidenciando uma combinação estratégica com outros metais.

As combinações que remetem a diferentes cores de ouro

Para as semijoias, principalmente, há um uso equilibrado de metais que, mediante a cominação de elementos, adquire-se diferentes cores de ouro. Algo que pode ser replicado, posteriormente, para a composição diversificada e elegante de semijoias para todos os gostos.

Não à toa, isso pode agregar um diferencial aos comerciantes do segmento, pois o ouro está presente em todo tipo de peça, como anéis, pulseiras, colares e brincos, entre outras.

Entre os metais mais usados para gerar novas cores de ouro, destacamos os seguintes:

  • prata;
  • paládio;
  • platina;
  • ródio;
  • cobre.

Além, é claro, de diferentes milésimos de ouro, que contribuem com a mudança estratégica de cada tonalidade. Essa porcentagem — tanto de ouro quanto do outro material utilizado — é o que gera resultados elegantes, de qualidade e que agregam mais valor ao mercado.

As cores de ouro mais produzidas no segmento

A seguir, vamos destacar alguns dos elementos misturados mais comuns e praticados visando gerar novas cores de ouro. Confira:

  • cobre e prata resultam em ouro amarelo;
  • prata e paládio resultam em ouro branco;
  • cobre e prata resultam em ouro rosa;
  • ródio e ouro resultam em ouro negro;
  • cobre e ouro resultam em ouro vermelho.

Como já destacamos anteriormente, a porcentagem de cada metal contribui para uma tonalidade mais evidente ou suave. Isso amplia e diversifica de maneira exponencial os diferenciais de cada empresa em propor novidades ao consumidor final.

E, com base na lista acima, dá para ter uma boa percepção do quanto o mercado de semijoias está efervescente com tais novidades. Uma delas mesmo é o ouro negro — resultado do ródio com ouro —, que está se espalhando em peças lindas e versáteis para o consumidor.

Quer conferir o resultado das diferentes cores de ouro que estão agitando o mercado de semijoias? Então, acesse o nosso site e fique por dentro de todas as novidades nesse sentido!

guia da revendedora de semijoiasPowered by Rock Convert
tire suas dúvidas sobre o banho de semijoiasPowered by Rock Convert
Post criado 10

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Posts Relacionados

Comece a digitar sua pesquisa acima e pressione Enter para pesquisar. Pressione ESC para cancelar.

De volta ao topo
%d blogueiros gostam disto: